Novo artigo do LACOS 21 é publicado na Biological Conservation

Recém saído do forno e publicado na conceituada revista Biological Conservation, o artigo “Protected area asset stewardship”, que tem como autores vários pesquisadores do LACOS 21, da Universidade de Oxford, WWF-UK e Ministério do Meio Ambiente, propõe uma abordagem inovadora para o desenvolvimento e gerenciamento sustentável de Áreas Protegidas no século XXI (clique aqui para acessar publicação).

20160409_145833

Foto: Cachoeira Véu da Noiva, Parque Nacional de Itatiaia-RJ (Norah Gamarra)

No passado, muitos foram os fatores que contribuíram para criação de áreas protegidas, como o avanço da história natural, curiosidade científica, a proteção de áreas de recreação natural e, o surgimento de debates sociais que contribuem para uma política de proteção à natureza devido aos crescentes impactos resultantes da revolução industrial, avanço do capitalismo e degradação dos recursos naturais, entre outros. Hoje em dia, a criação de Áreas Protegidas (APs) representa a principal estratégia global para conservação da biodiversidade, paisagens naturais, seus recursos e, consequentemente, seus valores e serviços ecossistêmicos. É através desse papel chave que as APs representam na preservação da natureza e dos seus valores que a sua criação e manutenção tem vindo a ser justificada nas últimas décadas.

Por outro lado, o aumento continuado da população mundial e o atraso em efetivas práticas de desenvolvimento sustentável, a crescente demanda por recursos alimentares, energia, infraestrutura e água, entre outros recursos, continua pondo em risco áreas naturais, tornando cada vez mais difícil justificar a criação ou manutenção de áreas protegidas no lugar de áreas para agropecuária, por exemplo. Perante este cenário, torna-se necessário demonstrar que as APs representam não só uma importante ferramenta de preservação da natureza, mas também áreas com potencial para gerar valor em benefício da sociedade.

Diante disto, os autores propõem enquadrar APs como assets. O termo vai um pouco mais além dos conceitos já formulados de Capital Natural ou Serviços Ecossistêmicos, embora sejam também “recursos” presentes nessas áreas. O intuito desta nova abordagem é colocar as APs dentro de uma plataforma que pode gerar investimento e retorno financeiro, aumentando sua resiliência política/cultural. Pois, podem ser protegidas, gerenciadas e/ou investidas para gerar diferentes formas de valor (monetário ou não).

Assim, os autores definem cinco categorias de assets: biofísicos, humanos, infraestrutura, institucionais e culturais, e, explicitam as formas de valor que criam e para quem, identificando tipos de investimento necessários para gerar valor a médio e longo prazo.

Este artigo é fruto de um estudo formulado desde 2014 pelos pesquisadores e membros do LACOS 21, Dr. Paul Jepson e Prof. Dr. Richard J. Ladle, e vem sendo discutido e aperfeiçoado, resultando nesta primeira publicação. Recentemente, nos anos de 2015 e 2016, o framework foi aplicado nos Planos de Manejo das Unidades de Conservação Federais brasileiras, no trabalho de mestrado de Norah Costa Gamarra, sob orientação dos também autores e membros do LACOS 21, prof.ª Drª. Ana Cláudia Malhado, Dr. Ricardo Correia e Drª Chiara Bragagnolo. Os resultados dessa aplicação já estão disponíveis em sua dissertação e, muito em breve, também estarão em forma de artigo científico.

Mas o trabalho não termina por aqui, os autores ainda querem aplicar o framework presencialmente em algumas APs que servirão como casos de estudo e estudam a viabilidade de sua aplicação no roteiro metodológico para elaboração de Planos de Manejo das Unidades de Conservação brasileiras. Muito em breve traremos mais novidades!

Por Norah Gamarra, Ricardo Correia, Thainá Lessa e Nicolli Albuquerque.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s