Desafio GBIF Ebbe Nielsen 2017

gbifAté o dia 05 de Setembro de 2017 estão abertas as inscrições para o Desafio GBIF 2017. Este ano o 2017 GBIF Ebbe Nielsen Challenge premiará pesquisadores que desenvolverem ferramentas para a descoberta e reutilização de dados sobre biodiversidade disponíveis em bases de dados digitais de acesso aberto. O valor total do prêmio é € 14.000, sendo o prêmio de  € 8.000 para o primeiro colocado, € 3.000 € para o segundo e os € 3.000 para os demais finalistas.

Resumo:

O Desafio procurará aproveitar o crescimento das políticas de dados abertos entre revistas científicas e financiadores de pesquisa, que exigem que os pesquisadores tornem públicos os dados subjacentes às suas descobertas. A adoção dessas políticas representa um primeiro passo importante para o aumento da abertura, transparência e reprodutibilidade em todos os domínios científicos, incluindo a pesquisa relacionada à biodiversidade.

Ainda, levará os desenvolvedores e cientistas de dados a criar aplicativos, scripts ou outras ferramentas que automatizem a descoberta e extração de dados relevantes da biodiversidade, a partir de coleções de dados abertos. Essas ferramentas podem gerar conjuntos de dados prontos para publicação no GBIF.org por:

1. Automatização de pesquisas de dados abertos disponíveis em coleções públicas.
2.
Prospecção efetiva das informações necessárias para gerar checklist, ocorrências de espécies e conjuntos de dados de amostragem (por exemplo, nomes científicos, data e localização da ocorrência), a partir de conjuntos de dados nessas coleções.
3.
Mapeamento de cabeçalhos e/ou conteúdos de colunas dos conjuntos de dados com termos Darwin Core padronizados.
4. 
Conversão rotineiramente os dados reformatados nos formatos de arquivo Darwin Core prontos para publicação através do GBIF.org.

Quem pode aplicar:

O Desafio é aberto a pesquisadores, equipes de pesquisadores, empresas e agências governamentais.

Critérios de julgamento:

1. Universalidade e Escala
A proposta é reutilizável e interoperável em diferentes coleçõesde dados públicos e sistemas de agregação? Baseados nessas escolhas, aproximadamente quantos conjuntos de dados a proposta pode ser liberada?
2. Inovação
Quão criativo é a proposta?
3. Funcionalidade
Quão bem a proposta funciona? Tem um protótipo funcional? Respeita e mantém as licenças existentes?

Comissão Julgadora do Desafio 2017:

Ana Cláudia Mendes Malhado, Federal University of Alagoas
Rod Page, University of Glasgow & Chair, GBIF Science Committee
Alexandre Antonelli, University of Gothenburg
Brenda Daly, SANBI: South African National Biodiversity Institute
Rob Guralnick, University of Florida
Anabela Plos, GBIF Argentina | Museo Argentino de Ciencias Naturales
Amy Zanne, George Washington University

 

Para mais informações sobre o Desafio, acesse: https://gbif2017.devpost.com/

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s